A Feminista e a Socialista.

Imagem F

A socialista que não é feminista sabota a luta de classes e a Feminista que não é socialista, precisa rever seu posicionamento de classe.

A socialista que não é feminista sabota a luta de classes, por que a luta de classes é para homens trabalhadores e mulheres trabalhadoras, mas da mesma forma que existe uma compreensão de que os proletariados são os oprimidos dentro da hierarquia das classes sociais, tem que existir a consciência que dentro desta classe oprimida existem grupos que possuem demandas diferentes, sem atender estas demandas, a desigualdade persiste no seio da luta, e a luta… Não avança. E não avança por um motivo simples, se a maior arma dos opressores são os oprimidos reproduzindo sua ideologia, e os militantes socialistas reproduzem esta ideologia dentro das trincheiras da luta, estamos perdendo tempo demais sendo opressores uns dos outros e colaborando com o inimigo.

Mas aonde a mulher socialista irá se organizar?

Hoje dentro dos partidos políticos da esquerda brada se muito sobre a luta das mulheres, e para trazer a mulher para luta de classes, que é SIM ainda o ÚNICO interesse dos partidos socialista, fazem teatros muito bem elaborados com nossa causa, mas dentro dos partidos, majoritariamente, as hierarquias ainda são masculinas, e a mulher ainda é oprimida e comandada por homens. O machismo é reconhecido em ultima instância, a fim de evitar escândalos, mas não assumindo a finalidade de recuperar o militante machista e torna-lo melhor.

Antes que as mulheres aceitem a direção de qualquer partido de esquerda, para que nos unamos a ele na luta de classes, e ele a nós na luta contra o machismo, é preciso que os partidos realmente revolucionários façam uma investigação profunda do machismo em sua base e por que não em sua direção? Que a formação politica acerca da desconstrução do machismo seja de caráter obrigatório dentro da esquerda partidária, não só para os homens, para todos militantes, promovendo entre as mulheres SORORIDADE e entre os homens empatia a nossa causa. Sem isto não haverá união, não haverá fortalecimento da luta, por nenhuma feminista suportará lutar ao lado dos seus opressores, sendo eles homens que deveriam estar conscientes de todas as opressões e não lutando contra apenas demagogicamente, hipocritamente, mas com sinceridade, com honestidade e com camaradagem. Até o fechamento deste texto não tenho NENHUMA indicação de partido politico da esquerda que pudesse ser citado para organização das mulheres.

A Feminista que não é socialista, precisa rever seu posicionamento de classe. Quem é você dentro desta hierarquia das classes sociais e quem luta por você, e por quem você lutará quando houver o caminho do interesse de classes exigindo posicionamento. Quem é você na luta, a patroa ou a empregada? Quem é você na luta, a exploradora ou a explorada?

 Não este texto não visa fracionar a luta, mas trazer a reflexão de que nem sempre estaremos TODAS lutando a mesma luta. As mulheres são seres sociais que pertencem à determinada classe, umas são burguesas, outras são trabalhadoras, e por isso têm interesses distintos umas das outras.

Sim TODAS as mulheres são vitimas do machismo, isso é inegável, e a luta feminista é para todas as mulheres sejam elas burguesas ou proletárias, mas lembram-se das demandas especificas citada acima? Pois é, elas existem aqui também, por que esta ideologia se expressa de forma diferente entre mulheres de classes sociais diferentes, a mulher burguesa por sua condição de classe tem acesso a direitos, salários, condições sociais diferentes, amenizando a forma como o machismo ás atinge se comparado á forma como atinge as mulheres trabalhadoras.

Um exemplo clássico: A mulher é dona de uma empresa, uma multinacional, e suas funcionárias resolvem fazer greve. Equidade salarial é uma bandeira histórica do feminismo. Discriminação salarial por sexo é denunciado desde 1919, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), porém estamos em 2013 e esta realidade ainda existe.  Esta mulher dona da empresa é uma capitalista, aceitar a reivindicação das trabalhadoras significa diminuir seus lucros. Dai você da classe trabalhadora lê este exemplo e diz: “Eu daria os direitos das mulheres” Opa pera lá, você daria por que você esta do lado do oprimido, mas vamos interceder pelo opressor? Esta intercessão vai te lembrar do mimimi dos privilegiados, por que é um mimimi de privilegiado: “Coitada da outra mulher, ela vai perder o privilégio de ter sua conta abastada todo mês com um dinheiro que sequer ela se dá conta de usar, comprando propriedade que sequer vai visitar, acumulando bens que nunca terá tempo para usufruir, talvez só possa viajar para Europa agora uma vez por mês (Estou exagerando bastante, por que nada disso aconteceria se os capitalistas dessem equidade salarial às mulheres).”

As duas lutas estão juntas, luta contra desigualdades de gênero e sociais, certo? A desigualdade de classe gera discriminações muito fundamentais, a mulher pobre tem lutas diferenciadas, tais como: Ter um emprego decente, salário justo para levar uma vida digna, alimentar e criar os filhos, moradia… A mulher burguesa tem tudo isso desde que nasce, contraria a trabalhadora que tem que correr atrás disso buscando estabelecer-se, e passar a vida toda lutando para que não perca a condição que conseguiu estabelecer, se conseguir. E isso não é ideologia, é a vida concreta, real, de milhões e milhões de mulheres no mundo inteiro.

A mulher burguesa que não tem consciência de classe, e não abdica destes privilégios de classe, é feminista até que pise no seu calo. Quando a luta feminista atinge a luta de classes ela faz posição pela classe dela e fica contra a luta das mulheres proletárias, este posicionamento é machista, por que é em defesa de um sistema que oprime e perpetua a ideologia machista.

Por: Verinha Dias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s